Coloque seu dinheiro para trabalhar: 5 dicas para começar a investir

Coloque seu dinheiro para trabalhar: 5 dicas para começar a investir

Começar a investir é o primeiro passo para iniciar sua vida de rentabilidade e conquistar seus objetivos em um tempo menor, sejam eles comprar uma casa, viajar ou até mesmo montar seu consultório.

No entanto, para alcançar o retorno esperado, é essencial que você implemente algumas boas práticas para quem está começando nesse mundo de investimento e entenda o motivo pelas quais elas precisam ser aplicadas.

Pensando nisso, elaboramos este post para mostrar 5 dicas do que deve ser feito para começar a investir com qualidade e eficiência. Confira!

1. Identifique o seu perfil de investidor

Antes de começar a fazer um investimento, veja qual perfil se identifica melhor com você. Entre as opções, existem o conservador, o moderado e o arrojado. Entenda melhor sobre eles:

  • conservador: é o que está menos disposto a correr o risco de perder o capital aplicado. Costuma entender um pouco sobre o mercado financeiro e, por isso, tem certo receio;
  • moderado: compreende que o nível do risco está ligado ao grau de rentabilidade e, por esse motivo, aceita a possibilidade de arriscar um pouco para conseguir ter um retorno maior. Não acompanha o mercado com assiduidade;
  • arrojado: está disposto a correr grandes riscos para adquirir uma grande rentabilidade. Acompanha o mercado financeiro de perto.

2. Estabeleça seus objetivos

Para iniciar o investimento é preciso ter uma motivação. Anote todas as coisas que pretende conquistar na vida, mas não tem dinheiro para realizar agora, como:

  • comprar a casa própria;
  • trocar de carro;
  • fazer a viagem dos sonhos;
  • ter uma aposentadoria tranquila.

Não se importe com o tamanho da lista, já que o que está fazendo é definir o que é mais relevante para você. Enumerando essas prioridades ficará mais claro saber quais são seus objetivos.

3. Entenda quais são os principais tipos de investimentos

Em regra, existem duas modalidades de investimentos: renda fixa e renda variável.

A renda fixa se trata de um título público ou privado no qual ocorre um empréstimo do seu capital para uma instituição. Em troca, o investidor recebe uma taxa de investimento, que é prefixada ou pós-fixada. A taxa prefixada é uma rentabilidade fixa, que independe da situação do mercado, enquanto a pós-fixada é ligada a um indexador da economia, por exemplo, a taxa Selic.

Nesse caso, os rendimentos podem variar de acordo com a performance desses indexadores. Se eles sobem, os retornos também se elevam e vice-versa. Entre os investimentos de renda fixa estão:

  • fundos de investimentos;
  • tesouro direto;
  • debêntures;
  • CDB.

Os investimentos de renda variável são aqueles nos quais não é possível saber o quanto o dinheiro vai render em certo período. Todos os dias o mercado se submete a variações, influenciando as expectativas dos investidores. Dessa forma, é possível obter rendimentos de 100% ou de 0%, sendo imprevisível. Entre os tipos de investimentos de renda variável estão:

  • ações;
  • fundos de investimentos imobiliários;
  • moedas estrangeiras;
  • commodities;
  • COE.

4. Diversifique os investimentos

Busque escolher investimentos diversificados, pois caso algum deles não apresente os resultados esperados, outros darão. Por exemplo, não invista todo o seu dinheiro na bolsa de valores, já que, em alguns períodos, as ações vão bem e, em outros, elas vão mal.

No que se refere à poupança, caso não tenha planos no curto prazo para usar o valor, aplicar em algo mais arriscado pode ser pertinente para que, no futuro, o capital aumente mais.

5. Tenha foco nas suas metas

Por mais que os investimentos arriscados estejam dando o retorno esperado, não aplique mais do que o devido neles. Como já foi dito, existem épocas em que as coisas estão melhores e outras, nem tanto.

Por isso, você não pode permitir que essas fases atrapalhem suas metas e a estratégia de investimento elaborada. No decorrer do tempo, você vai perceber que o principal motivo para o seu sucesso foi ser fiel e não tirar o foco dos seus objetivos.

Conseguiu entender quais são os primeiros passos para começar a investir? Por meio dessas dicas você já pode começar a colocar em prática o que aprendeu e buscar alcançar seus objetivos por meio de ótimos retornos obtidos.

Achou este conteúdo interessante? Então, aproveite sua visita no blog para ler “5 dicas essenciais para um médico organizar as finanças” e entenda melhor sobre o tema!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *