Tributação para clínicas médicas: o que você precisa saber?

Tributação para clínicas médicas: o que você precisa saber?

A tributação para clínicas médicas é um assunto que gera muita dúvida na mente dos profissionais dessa área que pretendem ou já são empreendedores. Afinal, a legislação que regulamenta essas questões no Brasil é extremamente ampla e muda com muita frequência.

Sendo assim, é muito comum encontrar médicos que não entendem todos os aspectos destinados ao seu seguimento.

Portanto, para ajudar você a entender mais sobre o assunto, resolvemos escrever este artigo. Nele, mostraremos as principais questões que envolvem a tributação para clínicas médicas.

A importância de um bom planejamento tributário

O planejamento tributário é um processo que visa otimizar a forma que sua empresa cumprirá com suas obrigações fiscais, principalmente, com relação à apuração dos tributos. Um dos principais pontos que será definido é o regime de tributação.

Nessa etapa será verificado em qual modalidade sua empresa será enquadrada, Simples Nacional, Lucro Presumido ou Real . Essa definição será feita com base em uma profunda análise da Legislação Tributária, bem como, na lucratividade do seu negócio.

Os tributos incidentes sobre a atividade médica

Os tributos incidentes sobre a atividade médica são:

  • Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ);
  • Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL);
  • Programa de Integração Social (PIS);
  • Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS);
  • Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN);
  • Impostos que incidirão sobre a folha de pagamento, como o FGTS e INSS.

Além de conhecer os impostos que incidirão sobre sua atividade, também é importante mencionar que será necessário selecionar o regime de tributação ideal para a sua clínica. O mais comum é o Simples Nacional. Nesse, os impostos são pagos em uma única guia, calculada de acordo com as faixas de faturamento em que sua empresa se encontra.

O outro tipo mais comum é o Lucro Presumido. Nesses casos, as alíquotas podem ser maiores e será necessário verificar a base de cálculo do IRPJ e CSLL em que é utilizada um percentual fixo de varia de acordo com a atividade.

Além desses dois, temos o Lucro Real, uma modalidade mais complexa e que, na maioria dos casos, não é interessante para clínicas médicas

O papel da contabilidade na tributação para clínicas médicas

Além de conhecer todos esses conceitos, você também precisará contar com um profissional da área contábil e, de preferência, que tenha conhecimento e experiência no atendimento de empresas da área médica.

Isso será necessário para garantir que todas as questões fiscais e contábeis do seu negócio sejam devidamente atendidas, levando em consideração a amplitude e frequentes mudanças da legislação, como já mencionamos.

Ao contar com um serviço contábil especializado e de qualidade, você terá a tranquilidade de saber que todas as questões tributárias do seu negócio estão sendo atendidas e terá mais tempo para focar no desenvolvimento de suas atividades profissionais.

Por fim, você precisa entender que é necessário conhecer a tributação da área médica com o objetivo de verificar os pontos que são aplicáveis ao seu negócio, entretanto, o trabalho operacional e técnico deve ficar a cargo de quem, efetivamente, entende do assunto, liberando você para cuidar do que verdadeiramente vai trazer resultados ao seu negócio.

Se você gostou deste artigo, assine nossa newsletter para receber mais conteúdos valiosos como este que acabou de ler e ficar atualizado sobre as questões ficais, contábeis e trabalhistas que seu negócio é obrigado a cumprir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *